CBH-SM

Agenda Geral | Comitês

<Novembro/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930
<Novembro/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

CT-TEAM - Câmara Técnica de Turismo e Educação Amiental

REGIMENTO INTERNO DA CÂMARA TÉCNICA DE TURISMO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL – CT-TEAM

 

 

Capítulo I – Da Composição

 

Art. 1º - A Câmara Técnica de Turismo e Educação Ambiental daqui por diante designada CT- TEAM será composta por no mínimo de 6 (seis) pessoas nomeadas pelo CBH-SM, a partir de indicações das entidades públicas e civis que compõem o Comitê.

 

Parágrafo único – Um dos membros será necessariamente membro do Comitê e o conjunto deverá, preferencialmente, guardar paridade entre três segmentos: entidades oficiais do Estado, Municípios e Sociedade Civil.

 

Art. 2º - O mandato dos membros da CT-TEAM será de 2 (dois) anos.

 

Art.3º - Farão parte da CT-TEAM, pessoas que preferencialmente exerçam atividades profissionais nas bacias da Serra da Mantiqueira.

 

 

Capítulo II – Das Atribuições

 

Art. 4º - A CT-TEAM é órgão auxiliar do Comitê, competindo-lhe prestar assessoria técnica ao Comitê e em especial:

 

 I – Preparar minuta de anteprojeto de Lei a ser enviada aos governos estadual e federal;

II – Opinar sobre os aspectos constitucional, legal e regimental de proposições em debate no Comitê;

  1. – Oferecer subsídios para as manifestações do Comitê a respeito de problemas de ordem técnica;
  2. – Manter um arquivo ordenado sobre referências de planos e projetos afins e correlados aos recursos hídricos da bacia;
  3. – Manter-se informado sobre problemas que ocorrem na região e em outras, envolvendo aspectos pertinentes às suas atribuições;
  4. – Criar sub-câmaras ou grupos de trabalho para tornar mais ágil e mais seguro o desempenho de suas atividades;
  5. – Preparar um relatório Anual de suas atividades, antes do mês de março para aprovação.

 

 

 

 

 

 

Capítulo III – Da Organização Interna

 

Art. 5º - A CT-TEAM terá um coordenador e um secretário, eleitos pelos seus pares na primeira reunião de cada mandato.

 

Parágrafo único – Preferencialmente, o coordenador será um membro do Comitê.

 

Art. 6º - Incumbe ao Coordenador:

 

  1. – Convocar e presidir as reuniões;
  2. – Distribuir tarefas, de acordo com este regimento;
  3. – Representar a Câmara perante o Comitê;
  4. – Empenhar-se para que a Câmara desempenhe adequadamente suas funções.

 

Art. 7º - Incumbe ao Secretário:

 

  1. – Preparar a pauta das reuniões;
  2. – Enviar a correspondência, arquivo e divulgação;
  3. – Controlar o cumprimento de prazos e a execução de tarefas;
  4. – Redigir as atas das reuniões;
  5. – Executar outras tarefas que lhe sejam atribuídas pelo coordenador e substituí-lo nas suas ausências ou impedimento.

 

Art. 8º - Na ausência do Coordenador e do Secretário a gestão da Câmara incumbirá ao mais idoso dos seus componentes.

 

Art. 9º - No afastamento definitivo do Coordenador e do Secretário, a Câmara deverá eleger novos representantes.

 

Art. 10º - O Coordenador poderá solicitar apoio à Secretaria Executiva do CBH-SM para o bom desempenho das atribuições da Câmara.

 

 

 

 

Capítulo IV – Do Funcionamento

 

Art. 11º - A Câmara reunir-se-á ordinariamente uma vez a cada bimestre, conforme calendário estabelecido na primeira sessão de cada ano, e extraordinariamente à convocação do Coordenador ou a maioria absoluta dos seus membros.

 

Art. 12º - A convocação das reuniões ordinárias ou extraordinárias importa em comunicação escrita a cada um dos membros, com antecedência mínima de 7 (sete) dias, salvo razão de extrema urgência, que deverá ser suficiente justificada.

 

Parágrafo-único – Juntamente com a convocação, a Secretaria da Câmara enviará a pauta dos trabalhos, cópias dos expedientes que serão discutidos, e outros esclarecimentos que se fizerem necessários.

 

Art. 13º - A reunião terá uma pauta dividida nas seguintes partes:

 

  1. – Aprovação da ata da reunião anterior, se houver;
  2. – Leitura do expediente (correspondência recebida, justificações de ausências e síntese de propostas encaminhadas até o início da sessão);
  3. – Discussão e votação da matéria;
  4. – Comunicações e avisos;

 

Art. 14º -  As reuniões serão públicas, mas os assistentes não poderão manifestar-se, senão com anuência do plenário, votada pela maioria dos membros da Câmara.

 

Art. 15º - Toda matéria a ser votada será submetida a discussão.

 

Parágrafo único – Incumbe á Coordenação:

 

I - Conceder a palavra para exposição da matéria;

II - Submeter a matéria á votação.

 

Art. 16º - A Câmara reunir-se-á com a presença no mínimo de 50%(cinqüenta por cento) mais 1 (um) de seus membros. 

  

 

Capitulo V – Das Disposições finais e transitórias

 

Art. 17° -  Perderão a condição de membros da Câmara técnica aqueles que faltarem a 2 (duas) reuniões consecutivas, sem justificativa por escrito.

 

Parágrafo único – É responsabilidade do Coordenador com apoio da Secretaria Executiva se necessário, convocar membros da Câmara Técnica para as reuniões.

 

Art. 18° -  É permitido a qualquer membro do Comitê acompanhar as atividades da Câmara Técnica e participar das reuniões, com voz exclusivamente.

 

Art. 19° - Esse regimento interno aprovado pela Câmara Técnica entra em vigência imediata, devendo ser submetido ao Plenário do CBH-SM na primeira reunião subseqüente.

Documentos

Regimento da Câmara Técnica de Turismo e Educação Ambiental CT-TEAM

  • 12/09/2001
  • 12/09/2001

Arquivos