Agenda Geral | Comitês

<Dezembro/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031
<Dezembro/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Governo de SP entrega estação de tratamento de esgoto em Presidente Venceslau

03/09/2021 - Categoria: DAEE

O Vice-Governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, entregou no último sábado, dia 28, mais uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) em Presidente Venceslau, no interior do Estado. A obra, que beneficia mais de 22,7 mil habitantes, foi realizada pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), autarquia vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

A Prefeita Bárbara Medeiros Vilche, destacou o orgulho em inaugurar a ETE. “Em 2012, os comitês de bacias hidrográficas do Pontal do Paranapanema e do rio do Peixe se uniram para buscar soluções para o problema dos esgotos domésticos. Presidente Venceslau foi a pioneira na implantação da uma estação de tratamento de esgotos, a ETE Norte, e agora conclui o programa com a ETE Sul”.

O Vice-Governador, Rodrigo Garcia, destacou a importância da ETE para a cidade e região, “pois garante melhor qualidade de vida para a população e a redução de doenças”.

Já o Superintendente do DAEE, Francisco Eduardo Loducca, ressaltou a importância da obra. “As duas estações têm capacidade para tratar 100% do esgoto coletado na zona urbana, retirando aproximadamente 80 toneladas/mês de carga orgânica que era lançada nos córregos que circundam a cidade”.

O Governo do Estado investiu R$ 10,3 milhões na construção da ETE, que é composta por 2 lagoas anaeróbias e 2 lagoas facultativas, seguidas de desinfecção. O complexo conta também com 7,8 mil metros de coletor tronco; uma estação elevatória, 3,6 mil metros de linha de recalque e 300 metros de emissário de esgoto tratado.

O Programa Água Limpa foi criado em 2005, por meio de uma ação conjunta da então Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos, DAEE e Secretaria da Saúde, com objetivo de implantar sistemas de tratamento de esgotos em municípios com até 50 mil habitantes não atendidos pela SABESP. A iniciativa já investiu R$ 607 milhões na construção de 128 ETEs em 123 municípios, beneficiando mais de 2,8 milhões de habitantes, e retirando aproximadamente 3,6 mil toneladas por mês de carga orgânica dos rios paulistas.

 

Fonte: Site DAEE