CBH-SMT

Sub-Unidades

Agenda Geral | Comitês

<Agosto/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
<Agosto/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Apresentação

O Comitê de Bacia Hidrográfica Sorocaba e Médio Tietê (CBH-SMT) foi formado com grande apoio da sociedade civil e dos prefeitos, em 02 de agosto de 1995, numa reunião histórica, no município de Itu. As principais preocupações compartilhadas entre os três segmentos que nortearam a formação do Comitê de Bacias do rio Sorocaba e Médio Tietê foram a poluição das águas do rio Tietê e o reservatório de Itupararanga, principal manancial da bacia do rio Sorocaba.

O CBH-SMT, hoje, é constituído por 35 municípios, órgãos do Estado e representantes da sociedade civil organizada. Em mais de duas décadas de existência, tem contribuído para o fortalecimento do sistema estadual de recursos hídricos, orientado pela Lei 7.663/91. O CBH-SMT também conta com a Fundação Agência de Bacias do rio Sorocaba e Médio Tietê, criada em janeiro de 2003 para apoio técnico, administrativo e financeiro ao Comitê. 

CARACTERÍSTICAS GERAIS
Área de drenagem1: 11.829 km²
População2: 2.043.625 habitantes
Principais rios3: Sorocaba, Tietê, Sorocabuçu, Sorocamirim, Pirajibu, Jundiuvira, Murundu, Sarapuí, Tatuí, Guarapó, Macacos, Ribeirão do Peixe, Alambari, Capivara e Araqua.
Reservatórios3: Represa Itupararanga e Represa Barra Bonita.
Principais atividades econômicas4: Predominam as atividades industriais na região da metrópole, com diverso parque industrial, espalhado por vários municípios, contemplando a produção de componentes para telecomunicações e informática, montadoras de veículos automotivos, refinarias de petróleo, fábricas de celulose e papel, indústrias alimentícias e sucroalcooleiras, complexos industriais de base mineral ligados à produção de alumínio, de cimento, etc. No setor primário destacam-se o cultivo da cana de açúcar e do citrus, além da pecuária.
Vegetação remanescente5: Apresenta 2.104 km² de cobertura vegetal nativa que ocupa, aproximadamente, 17,5% da área da UGRHI. As categorias de maior ocorrência são a Floresta Ombrófila Densa e a Floresta Estacional Semidecidual.
Unidades de Conservação6: APA Corumbataí, Botucatu e Tejupá, APA Itupararanga, APA Cabreúva, APA Tietê, EE de Barreiro Rico, FE de Botucatu, FN de Ipanema, MN Geiseritos de Anhembi, PE Jurupará, RPPN Sítio Pithon, RPPN Meandros RPPN Meandros II, RPPN Fazenda Meandros III, RPPN Floresta Negra e RPPN Centro de Vivência com a Natureza - CVN.

Fontes: 1. PERH, 2006; 2. SEADE, 2019; 3 e 4. Relatório de Situação de Recursos Hídricos de Bacias, 2020; 5. IF, 2019; 6. FF, 2019; FF, 2019; ICMBio, 2019. 
Legenda: APA – Área de Proteção Ambiental; ARIE – Área de Relevante Interesse Ecológico; EE – Estação Ecológica; FE – Floresta Estadual; FN - Floresta Nacional; MN – Monumento Natural; PE - Parque Estadual; RB – Reserva Biológica; RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural.

MUNICÍPIOS
Alambari, Alumínio, Anhembi, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Bofete, Boituva, Botucatu, Cabreúva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Conchas, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Laranjal Paulista, Mairinque, Pereiras, Piedade, Porangaba, Porto Feliz, Quadra, Salto, Salto de Pirapora, São Manuel, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tatuí, Tietê, Torre de Pedra, Vargem Grande Paulista, Votorantim.

 

Para maiores informações, acessem o Plano da Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio Tietê 2016-2027 e o Relatório de Situação dos Recursos Hídricos 2020 - Ano base 2019, disponíveis em: http://www.sigrh.sp.gov.br/cbhsmt/documentos#