Agenda Geral | Comitês

<Julho/2022>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31
<Julho/2022>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

IPA ajuda na avaliação do estresse hídrico em região populosa do estado de SP

10/01/2022 - Categoria: Informes

Estudos publicados na mais recente edição da revista Derbyana, periódico científico do Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA), subsidiam a proteção das águas subterrâneas em uma das regiões mais urbanizadas do estado de São Paulo.

As bacias hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ) abrangem 71 municípios paulistas e cinco do estado de Minas Gerais, somando neste território uma população de cerca de 6 milhões de pessoas. O maior impacto sobre as reservas hídricas dos aquíferos é provocado pela quantidade de água extraída (vazão) pelo bombeamento de poços. A demanda pela explotação (retirada) de água subterrânea aumenta conforme o crescimento da população e da urbanização. Áreas com concentração de poços, que extraem grandes volumes de água, são potencialmente impactantes para os aquíferos. O estresse hídrico subterrâneo é um balanço entre o consumo e a disponibilidade hídrica, sendo sua análise crucial para a gestão dos recursos hídricos em nível federal, estadual e municipal. Neste contexto, dois artigos científicos publicados na Derbyana abordam esse tema para a garantia do abastecimento público e industrial da região.

Na pesquisa “Avaliação do estresse hídrico subterrâneo das bacias hidrográficas dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ)”, revela que há um déficit no entorno e regiões das cidades de Americana, Campinas, Capivari e Jundiaí, assim como uma redução das disponibilidades ao longo do eixo das rodovias Anhanguera e Bandeirantes, onde se situam municípios com elevado nível de atividade industrial. O panorama apresentado neste trabalho demonstra áreas que necessitam de maior atenção e esforços para definição de diretrizes de utilização e proteção dos recursos hídricos subterrâneos.

O artigo “Diagnóstico do uso da água subterrânea como subsídio à gestão municipal de recursos hídricos” apresenta uma análise da disponibilidade hídrica subterrânea em escala municipal. Utilizando os dados do município de Sumaré, foi demonstrada a relevância dos mananciais subterrâneos na produção de água municipal, com destaque para finalidades de uso industrial e sanitário (serviços e comércio).

Os artigos publicados são de autoria de pesquisadores de diferentes instituições públicas parceiras, como o IPA, o Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE), o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) e o Serviço Geológico do Brasil, além de profissionais vinculados ao setor privado.