Agenda Geral | Comitês

<Julho/2024>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031
<Julho/2024>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Espírito Santo será a sede do Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas em 2025

06/09/2023 - Categoria: Matérias

O Estado do Espírito Santo vai ser a sede do próximo Encontro Nacional dos Comitês de Bacias Hidrográficas (Encob), que vai acontecer no ano de 2025. A escolha para o Estado sediar o próximo encontro foi por unanimidade dos 190 comitês inscritos para a Assembleia Geral do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (FNCBH), que aconteceu na tarde dessa quinta-feira (24), na cidade de Natal (RN).

O Encob é realizado pelo FNCBH, em parceria com o estado sede, que, este ano, acontece no Rio Grande do Norte, entre essa segunda-feira (21) e esta sexta-feira (25). No ano de 2024 o Encob será realizado em âmbito regional.

O encontro é considerado o maior evento de gestão participativa de águas no Brasil e envolve todos os entes do Sistema Nacional de Recursos Hídricos, promovendo a troca de experiências, o desenvolvimento de diversas atividades de capacitação e diálogos que visam ao aprimoramento da gestão dos recursos hídricos no País. Representantes da sociedade civil, poder público e usuários de água participam do evento.

Para o diretor-presidente da Agerh, Fábio Ahnert, o Espírito Santo sediar o próximo Encob é mais um avanço que o Governo do Estado está realizando na área de gestão hídrica. “Esse é mais um reconhecimento do nosso protagonismo e uma demonstração de credibilidade na capacidade de articulação do governo do Estado e dos CBHs com os diversos espaços participativos nacionais. O Espirito Santo será palco de grandes decisões relacionadas à área hídrica em um momento preocupante das mudanças climáticas e dos efeitos extremos, secas e inundações”, completou Ahnert.

A presidente do Fórum Capixaba de Comitês de Bacias Hidrográficas, Ana Eloisa Sorrilha, ressalta a importância da articulação feita pelo Fórum, os representantes dos Comitês de Bacias do Estado, a Agerh e Seama para sediar o XXVI Encob.“Erguemos a bandeira do Espírito Santo com muito orgulho e vibramos com a unanimidade do aceite para a realização do Encob, que sediado no Estado vai proporcionar a oportunidade de mostrar as riquezas culturais, históricas, as belezas naturais de nossas Bacias Hidrográficas e a gestão das águas sendo fortalecida nos Comitês, unindo todos os segmentos em prol da implementação dos instrumentos de gestão, e consolidando a preservação desse bem tão preciso para a humanidade."

O gerente de Recursos Hídricos da Seama, Fernando Schettino, também dstaca a importância do evento no Estado. "A preparação e realização do evento ajudará no fortalecimento dos Comitês de Bacias Hidrográficas e no fortalecimento de ações mais arrojadas na area de recursos hídricos no Espírito Santo, além de projetar ainda mais o trabalho ambiental do estado no cenário nacional."

Além disso, o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Governo do Estado, Felipe Rigoni destaca: “A cada dia nosso estado é cada vez mais protagonista no país. É neste encontro que são tomadas as principais decisões em nível nacional sobre políticas públicas para garantia de um dos bens mais preciosos do planeta: a água. Nosso Estado está preparado para receber esse encontro tão importante. O Espírito Santo tem alcançado ótimos resultados na pauta ambiental e queremos avançar ainda mais."

O subsecretário de Estado de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental, Robson Monteiro, enfatiza que esse resultado faz parte de um movimento organizado do Espírito Santo no fortalecimento da gestão de recursos hídricos. “O Estado já investiu quase R$ 1 bilhão por meio do programa Águas e Paisagens. Além disso, estamos contratando uma nova operação de crédito para fortalecimento da gestão de recursos hídricos e revitalização de bacias hidrográficas.”

Sobre a importância do Comitê de Bacias, Robson afirma: “Estamos redesenhando a estratégia de incentivo do estado na utilização de práticas de conservação de água e solo e estamos criando espaços para fortalecimento do Comitê de Bacias. Entendemos que o Comitê tem um papel muito importante na gestão de recursos hídricos. Durante a pandemia e os anos que sucederam a pandemia, tivemos, infelizmente, uma menor mobilização do Comitê de Bacias e é papel do estado contribuir para o seu fortalecimento. Para isso, temos ampliado o debate, retomado a discussão sobre alguns instrumentos de gestão e estamos propondo a realização do evento aqui no Espírito Santo", acrescentou.


Saiba mais sobre o Encob:

Em sua XXV edição, o Encob tem contado com a crescente participação dos entes do Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Brasil, representantes do Poder Público (municipal, estadual e federal), dos Usuários de recursos hídricos, ONGs, Universidades, bem como de outros interessados no tema água, como uma oportunidade de diálogo, de apresentar experiências exitosas de boa gestão dos recursos hídricos e fundamentalmente, conhecer os modelos atualmente implementados nos Estados brasileiros no que se refere ao gerenciamento e governança das águas.

FONTE: SEAMA